Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Com baixa procura, Dia D de vacinação contra o sarampo tem início em Sorocaba

Postado em: 19/10/2019

Compartilhe esta notícia:

Com baixa procura pela imunização destinada para crianças de seis meses a menores de cinco anos, teve início na manhã deste sábado (19), o “Dia D” de vacinação contra o sarampo em Sorocaba. A ação realizada pela prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde (SES), segue até as 17h, nas 32 Unidades Básicas de Saúde (UBSs). É de extrema importância a apresentação da carteira de vacina.


De acordo com a Supervisora de Imunização da Vigilância Epidemiológica da SES, Ane Caroline Pontes Gomes, grande parte das crianças que compareceram nas UBSs neste “Dia D”, já estão vacinadas. “Chegam com a carteirinha e neste momento, constatamos que a criança já foi imunizada”, afirma.


A Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo, para esse público, está ocorrendo desde o último dia 07 e se encerra na próxima sexta-feira (25).


Entre os dias 18 a 30 de novembro, será realizada a vacinação para adultos jovens de 20 a 29 anos, também não vacinados. A atual cobertura de imunização contra o sarampo na cidade é de 90,37%.


Somente neste ano, Sorocaba realizou a aplicação de 42.116 doses da vacina contra o sarampo para adultos e crianças. Até a última quarta-feira (16), 1.171 crianças de seis meses a menores de cinco anos compareceram às UBSs para avaliação da situação vacinal. Dessas, 518 precisaram ser vacinadas.


Para consultar o endereço e o horário de funcionamento das unidades de saúde, basta acessar o link: http://saude.sorocaba.sp.gov.br/.


Número de casos


A Vigilância Epidemiológica Municipal de Sorocaba identificou até o momento 45 casos de sarampo na cidade. O primeiro foi confirmado em maio de 2019. Dentre os confirmados, 26 (57,7%) casos são do sexo masculino e o maior número de casos é na faixa etária de 20 a 34 anos. Todos os casos foram confirmados por exame laboratorial. Os casos estão distribuídos em todas as áreas do município, com maior coeficiente de incidência na regional Leste e Oeste.


A doença


O sarampo é uma doença viral aguda, altamente contagiosa, que cursa com febre, tosse, coriza, conjuntivite e manchas no corpo. A transmissão do vírus do sarampo é direta, de pessoa a pessoa, por meio das secreções nasofaríngeas expelidas pelo doente. O período de incubação é de uma a duas semanas.


A principal medida para evitar a introdução e transmissão do vírus do sarampo é a vacinação da população suscetível, aliada a um sistema de vigilância de qualidade e suficientemente sensível para detecção oportuna de qualquer caso suspeito de sarampo.


É de extrema importância que as pessoas que apresentem febre, exantema (manchas vermelhas no corpo) associados a sintomas respiratórios, procurem atendimento médico e sigam as orientações de afastamento do convívio social enquanto estiverem no período de transmissão (6 dias antes do exantema até 4 dias após).

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

‘Vingadores: Ultimato’ fatura US$ 1,2 bilhão e tem estreia mais lucrativa da história

Secretaria da Saúde reforça vacinação contra febre amarela antes das férias

Crespo faz balanço de 2018 e diz encerrar ano com mais de 80 ações realizadas

São Paulo proíbe fornecimento de canudos de plástico em todo o estado

Pagamento da cota do PIS começa a ser feito nesta segunda-feira

Servidor é ouvido em CP e diz: Taty Pólis não comandava ações na Prefeitura