Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Polícia trata queda de menina como “acidente” e “abandono de incapaz”

Postado em: 08/02/2019

Compartilhe esta notícia:

A Polícia Civil de Sorocaba registrou o caso da garota, de 8 anos, que caiu do 4º andar de um prédio no Parque Três Meninos, em Sorocaba, como “queda acidental” e “abandono de incapaz”. O fato ocorreu na madrugada desta última quinta-feira (7). As investigações ainda estão em andamento e para esta sexta-feira (8) é aguardado o depoimento da mãe da criança.

A menina, Maria Eliza Silva, foi deixada pela madrasta, Rebeca de Jesus Silva, e o pai, Eduardo José Silva, sozinha e dormindo no apartamento. Segundo o boletim de ocorrência, a garota permaneceu sem adultos por perto por cerca de 20 minutos, enquanto a madrasta levava o pai da criança para trabalhar. A mulher relatou ter saído do apartamento por volta das 3h50. Quando retornou ao condomínio, o residencial Arco Íris, próximo das 4h10, teria se deparado “com a menina no chão, chorando e pedindo socorro”. O episódio foi entendido como abandono de incapaz, pois a criança sofreu queda que resultou nas graves lesões.

width=1424

À Polícia Militar, a madrasta chegou a relatar que a própria menina teria cortado a rede de proteção da sacada do apartamento e se jogado. Uma tesoura foi encontrada no sofá pela perícia.

A veículos de comunicação, nesta noite de quinta-feira (7), a mãe da garota, Tatiane Souza Silva, disse que mora em São Paulo, teria dito que a filha estava com ela na capital e não queria voltar para Sorocaba. Ela também acredita que a criança não teria força para cortar a rede de proteção. Além disso, pontuou que a menina teria medo de altura. Maria Eliza caiu da sacada do quarto andar, de uma altura de 15 metros. A mãe buscou não culpar ninguém sobre a situação e espera posicionamento da polícia.

A menina, Maria Eliza, foi socorrida e encaminhada ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba com fraturas no fêmur e trauma no crânio. Até o início desta manhã de sexta ela continuava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em estado estável aguardando por cirurgia.

width=1280
Viatura da perícia no prédio onde caso ocorreu / Foto: Cristiane Carvalho

O caso

Maria Eliza Silva, de 8 anos foi socorrida em estado grave após cair do 4º andar de um prédio, no bairro Parque Três Meninos, em Sorocaba. De acordo com o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) que realizou o resgate, o caso ocorreu durante a madrugada desta quinta-feira (7).

A Polícia Militar informou ter sido acionada para atender a ocorrência, por volta das 4h20, no Residencial Arco Iris. Segundo a madrasta da vítima, ela teria saído para levar o marido, no caso o pai da criança, ao trabalho e, quando retornou, após 10 minutos, viu a criança já no chão, caída do lado de fora. Segundo a mulher, a própria menina teria cortado a tela de proteção e se jogado. Uma tesoura foi encontrada no sofá do apartamento.

O casal é inquilino no prédio e mora no local desde novembro do ano passado, de acordo com o síndico do condomínio, Roberto Morelli. O síndico também informou ter sido avisado na portaria que a menina havia caído. Uma vizinha que mora próximo ao apartamento onde mora a vítima relatou não ter conseguido dormir durante a madrugada por conta de “uma gritaria e choros de criança”.

O Samu atendeu o caso por volta das 4h30. O prédio fica na rua João Delgado Hidalgo. O Um caminhão do Corpo de Bombeiros também foi ao local. A garota foi socorrida com fraturas nos membros inferiores e traumatismo craniano. Ela foi encaminhada ao Hospital Regional e o estado de saúde dela é grave.

width=1280
Polícia Militar no prédio durante esta manhã de quinta-feira / Foto: Cristiane Carvalho

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Porto Feliz multará quem não usar máscara em público a partir desta segunda-feira

Mulher é presa ao entrar em penitenciária com drogas nas partes íntimas

Polícia trata queda de menina como “acidente” e “abandono de incapaz”

Dez melhores filmes que não ganharam o Oscar

Aumentam para sete os estados que pediram apoio para combater incêndios

Faltando uma hora para fim da votação, escolas de Sorocaba continuam lotadas