Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Câmara mantém comissões em sessão marcada pela ausência da prefeita Jaqueline Coutinho; fato não ocorria há 7 anos

Reprodução / TV Câmara
Postado em: 04/02/2020

Compartilhe esta notícia:

A Câmara Municipal de Sorocaba realizou na manhã desta terça-feira, 4, a 1ª Sessão Ordinária do ano, para a definição dos membros das comissões permanentes do Legislativo para o exercício de 2020. Como anunciado pelo presidente Fernando Dini (MDB) logo na abertura da ordem do dia, a composição de todas as comissões foi mantida.

A sessão foi marcada pela ausência da prefeita Jaqueline Coutinho. De acordo com o líder do Governo, vereador José Francisco Martinez (PSDB), Jaqueline tinha ido a um compromisso no Ministério Público, mas faria a tradicional visita aos vereadores na próxima quinta-feira (6). Segundo informações do Legislativo, é a primeira vez em sete anos que o Chefe do Executivo não comparece à primeira sessão do ano.

Após Dini consultar os vinte parlamentares, ficou decidido que os vereadores eleitos em 2019 continuariam nas 18 comissões. De acordo com o presidente, a Mesa Diretora está providenciando a alteração no Regimento Interno para equiparar a eleição das comissões à da Mesa Diretora, cujo mandato é de dois anos, para que não haja a alternância anualmente. “Passamos o dia de ontem consultando todos os vereadores e, sem exceção, chegamos a este consenso”, afirmou.

Em seguida, a eleição se deu por aclamação. Tanto os membros como os presidentes foram mantidos. Assim foi respeitado o artigo 34 do Regimento Interno da Casa, que prevê que a composição das comissões deve ser definida “de comum acordo pelo presidente da Câmara e os líderes ou representantes de todas as legendas”, sempre na primeira sessão ordinária de cada ano, reservada exclusivamente para este fim.

As exceções são a Comissão de Redação, que é, regimentalmente, formada pelos três secretários da mesa diretora, sob a presidência do 1º secretário, e a Comissão de Ética, composta de um membro de cada partido com representação na Câmara Municipal.

Caberá às Comissões Permanentes, conforme o artigo 41 do Regimento Interno, estudar as proposições e outras matérias submetidas ao seu exame, dando-lhes parecer, no qual proporá ao plenário sua adoção ou rejeição, podendo, ainda, oferecer emendas ou substitutivos aos projetos de lei, ressalvadas as restrições legais.

Líderes – A pedido do presidente Fernando Dini, também foram indicados os líderes de partidos para a atual legislatura. No MDB, o líder continua sendo Hudson Pessini e a vice-líder, Cintia de Almeida. O PSDB terá como líder João Donizeti e vice-líder o Eng. Martinez. No PT, ficam mantidos Francisco França como líder e Iara Bernardi como vice-líder. Os demais partidos possuem um único parlamentar. Já a liderança do Executivo continua com o vereador Eng. Martinez (PSDB).

Ao encerrar a ordem do dia, Fernando Dini agradeceu os demais parlamentares pela oportunidade de comandar a Casa no biênio 2019-2020. “Viveremos um ano turbulento, cheio de desafios, mas com grandes esperanças. Vamos continuar a retribuir à Sorocaba a gratidão por estarmos aqui nesta Casa Legislativa, através do voto popular”, afirmou. “Honrando a missão que nos foi dada, iremos continuar propagando o bem e levando para aqueles que mais precisam a esperança de dias melhores”, completou.

Composição das comissões – As 18 Comissões Permanentes na Casa, previstas no artigo 33 do Regimento Interno, continuam com a seguinte composição:

Justiça – Péricles Régis (MDB - presidente), Eng. Martinez (PSDB) e Anselmo Neto (PSDB)

Economia, Finanças, Orçamento e Parcerias – Hudson Pessini (MDB - presidente) Péricles Régis (MDB) e Renan Santos (PCdoB)

Obras, Transporte e Serviços Públicos – Silvano Junior (PV - presidente), Fausto Peres (Podemos) e Francisco França (PT)

Educação e Pessoa Idosa – Eng. Martinez (PSDB - presidente), Pastor Apolo (PSB) e Luis Santos (PROS)

Cultura e Esportes – Renan Santos (PCdoB - presidente), Cintia de Almeida (MDB) e Silvano Junior (PV)

Cidadania, Direitos Humanos, Defesa do Consumidor e Discriminação Racial – Irineu Toledo (PRB - presidente), João Donizeti (PSDB) e Fernanda Garcia (PSOL)

Redação – Luis Santos (PROS - presidente), Pastor Apolo (PSB) e Péricles Régis (MDB)

Ciência e Tecnologia – Pastor Apolo (PSB - presidente), Wanderley Diogo (PRP) e Anselmo Neto (PSDB)

Segurança Pública – Francisco França (PT - presidente), Hudson Pessini (MDB) e Fausto Peres (Podemos)

Acessibilidade e Mobilidade – Fausto Peres (Podemos - presidente), Pastor Apolo (PSB) e Rodrigo Manga (DEM)

Saúde Pública – Hélio Brasileiro (MDB – presidente), Rodrigo Manga (DEM) e Anselmo Neto (PSDB)

Agricultura, Abastecimento e Nutrição – Cintia de Almeida (MDB - presidente), Irineu Toledo (PRB) e Hélio Brasileiro (MDB)

Meio Ambiente e de Proteção e Defesa dos Animais – João Donizeti (PSDB - presidente), Iara Bernardi (PT) e Vitão do Cachorrão (MDB)

Turismo – Luis Santos (PROS - presidente), Eng. Martinez (PSDB) e Cintia de Almeida (MDB)

Habitação e Regularização Fundiária – Iara Bernardi (PT - presidente), Vitão do Cachorrão (MDB) e Wanderley Diogo (PRP)

Direitos da Criança, Adolescente e Juventude – Fernanda Garcia (PSOL - presidente), Wanderlei Diogo (PRP) e Irineu Toledo (PRB)

Empreendedorismo, Trabalho, Capacitação e Geração de Renda – Vitão do Cachorrão (MDB - presidente), Péricles Régis (MDB) e João Donizeti (PSDB)

Ética e Decoro Parlamentar – Anselmo Neto (PSDB - presidente), Silvano Junior (PV), Fausto Peres (Podemos), Fernanda Garcia (PSOL), Francisco França (PT), Hudson Pessini (MDB), Irineu Toledo (PRB), Pastor Apolo (PSB), Luís Santos (PROS), Renan Santos (PCdoB), Wanderlei Diogo (PRP) e Rodrigo Manga (DEM).

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Se fosse presidente, escolheria ‘outras pessoas’ para trabalhar comigo, diz Mourão

VÍDEO - Pedestre filma calçada bloqueada com gradis no Centro de Sorocaba:

Não fomos criados para viver só

Foragido da Justiça é preso dentro de banheiro público na praça central

Rua no Jd. São Carlos será fechada domingo para serviço da CPFL

Homicídios caem, mas taxa de adolescentes mortos se mantém no Estado