Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Calendário de 2020 terá seis feriados nacionais prolongados

Foto: reprodução
Postado em: 02/01/2020

Compartilhe esta notícia:

 

FOLHAPRESS

O ano de 2020 contará com nove feriados nacionais, além de feriados municipais, estaduais e datas que são consideradas pontos facultativos no serviço público e que são feriados em diversos locais, como Carnaval e Corpus Christi.


Dos nove feriados nacionais, seis cairão em sextas ou segundas-feiras e, portanto, deverão ser emendados com os finais de semana, resultando nos chamados feriados prolongados.

 

Os feriados nacionais são:


- 1º de janeiro: Ano Novo (quarta-feira)
- 10 de abril: Paixão de Cristo (sexta)
- 21 de abril: Tiradentes (terça)
- 1º de maio: Dia do Trabalho (sexta)
- 7 de setembro: Independência do Brasil (segunda)
- 12 de outubro: Nossa Senhora Aparecida (segunda)
- 2 de novembro: Finados (segunda)
- 15 de novembro: Proclamação da República (domingo)
- 25 de dezembro: Natal (sexta)

 

O Carnaval (25 de fevereiro) e o Corpus Christi (11 de junho) são datas tidas como pontos facultativos para o funcionalismo público. No entanto, seus dias são feriados municipais e estaduais em diversos locais do Brasil, nos quais os trabalhadores terão, portanto, mais alguns dias de descanso para além dos feriados nacionais.


Em nota, a FecomercioSP (federação do comércio) estima que o varejo nacional deve deixar de faturar R$ 11,8 bilhões em 2020 por causa de feriados.


Segundo a entidade, trata-se de uma perda 53% maior do que os R$ 7,6 bilhões estimados em 2019. A redução será maior devido aos feriados em dias de semana e às emendas de feriado. Em 2019, segundo conta da FecomercioSP, que incluiu Carnaval e Corpus Christi, houve sete dias de feriados nacionais; em 2020, serão 11 em dias de semana.


O setor classificado no estudo da FecomercioSP como "outras atividades" -no qual predomina o comércio de combustíveis, joias, relógios e artigos de papelaria- é o que deve contabilizar a maior perda, em torno de R$ 4,48 bilhões, alta de 47% em relação a 2019.


Já as atividades de supermercados e farmácias devem perder R$ 3,2 bilhões e R$ 1,87 bilhão, respectivamente, aumentos de 58% e 59% na comparação ao ano passado.


Em contrapartida, representantes das empresas ligadas ao setor turístico comemoram a configuração do calendário de 2020.


"Ao longo deste ano [2019], tivemos uma diminuição desses feriados, o que impactou o percentual de viagens realizadas no país, visto que não houve a possibilidade de aproveitamento das datas prolongadas. Agora, estamos entrando em 2020 com a possibilidade de crescimento voltado ao setor", escreve Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação.


"Além dos períodos tradicionais de alta temporada, os feriados exercem um grande impacto para o mercado de turismo por injetar dinheiro na economia brasileira, além de contribuir para a geração de empregos", completa.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Prefeita desmente áudio que viralizou e alegava suposto lockdown em Sorocaba

Receita abre nesta sexta-feira consulta ao sexto lote do IRPF

Governo de SP deve decidir sobre volta às aulas até sexta-feira

Advogado Anselmo Bastos toma posse como vereador em Sorocaba na vaga de Luís Santos

Celso de Mello determina que Bolsonaro preste depoimento presencial sobre possível interferência na PF

Tribunal de Justiça nega pedido de Marinho Marte voltar à Câmara de Sorocaba