Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Brasil tem 11 mortes; casos de Coronavírus só cairão em setembro, diz ministro

Foto: Isac Nóbrega/Presidência da República
Postado em: 21/03/2020

Compartilhe esta notícia:

Angela Boldrini, Gustavo Uribe e Ricardo Della Colleta, Folhapress

 

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou na sexta-feira (20) que a curva de transmissão do novo coronavírus no Brasil só deve apresentar "queda profunda" em setembro. Mais tarde, o ministério anunciou que chegam a 904 os casos confirmados de Covid-19 no país, com 11 mortes.

 

A declaração foi dada por Mandetta durante videoconferência do presidente Jair Bolsonaro com empresários.

 

"No mundo ocidental, onde as informações são mais fidedignas [...], fica caracterizado que o vírus tem um padrão de transmissão, [que] ele é muito competente", declarou o ministro.

 

"São Paulo [que tem 396 casos confirmados] está fazendo o início do seu redemoinho [de transmissão]. A gente imagina que ela vai pegar velocidade e subir nas próximas semanas, 10 dias. A gente deve entrar em abril e iniciar a subida rápida, isso vai durar os meses de abril, maio, junho, quando ela vai começar a ter uma tendência de desaceleração", explicou Mandetta.

 

"O mês de julho deve começar o platô. Em agosto o platô vai começar a mostrar tendência de queda e aí a queda em setembro é profunda, tal qual a de março na China", concluiu.

 

Também há registros no Rio de Janeiro (109), Distrito Federal (87), Ceará (55), Rio Grande do Sul (37), Minas Gerais (35), Bahia (33), Paraná (32), Pernambuco (30), Santa Catarina (21), Goiás (15), Espírito Santo (13), Mato Grosso do Sul (9), Acre (7), Sergipe (6), Alagoas (5), Amazonas (3), Piauí (3) e Pará (2). Amapá, Mato Grosso, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rondônia e Tocantins têm um caso cada um.

 

Não possuem casos confirmados os estados de Roraima e Maranhão. O ministério não informa o número de casos descartados da doença no país.

 

Do total de mortos, 9 estão em São Paulo e 2 no Rio de Janeiro. Eles correspondem a 1,2% dos casos totais.

 

Uma portaria do ministério divulgada na noite desta sexta declarou que o Brasil inteiro possui transmissão sustentada –quando não há identificação da origem do vírus. Até esta quinta (19), a pasta considerava que esse tipo de contaminação estava presente apenas nos estados de São Paulo e Pernambuco, no interior de Santa Catarina, e nas cidades de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

 

O ministério alterou o protocolo e afirma que todos os casos de gripe devem ser tratados pelo sistema de saúde como se fossem casos de Covid-19. As determinações incluem o isolamento de 14 dias do paciente e de seus familiares.

 

Os médicos deverão fornecer atestados de saúde para afastamento tanto para os pacientes quanto para os familiares para que todos possam se isolar.

 

Mandetta afirmou ainda na videoconferência que, pelas projeções atuais, o sistema brasileiro de saúde entraria em colapso no próximo mês.

 

"Temos um sistema de saúde presente. Conseguimos amenizar o atendimento, temos um tempo para ganhar. Temos aí 30 dias para que a gente resista razoavelmente bem, com muitos casos, dependendo da dinâmica da sociedade. Mas claramente em final de abril nosso sistema entra em colapso."

 

Para evitar isso, continuou o ministro, o governo pode ser obrigado a "segurar a movimentação" de pessoas para tentar diminuir a velocidade da transmissão.

 

"O que é um colapso? Às vezes as pessoas confundem colapso com sistemas caóticos, críticos, onde você vê aquelas cenas, pessoas nas macas. O colapso é quando você pode ter o dinheiro, pode ter o plano de saúde, pode ter a ordem judicial, mas simplesmente não há o sistema para você entrar."

 

Segundo Mandetta, é este o cenário que a Itália está vivendo hoje. Ele destacou que se trata de um país de primeiro mundo. "Não tem onde entrar [no sistema de saúde]."

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

São Paulo monitora 7 casos suspeitos de coronavírus no Estado

Av. Dom Aguirre será interditada novamente nesta madrugada para revitalização de sinalização

Sorocaba sedia prova de hipismo em agosto, com R$ 4 mil em premiação

10% mais ricos ficam com 43% da renda nacional, diz IBGE

Hélio Brasileiro recebe título de Cidadão Sorocabano

Feriado prolongado altera rotina dos serviços públicos em Sorocaba