Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Brasil deve aderir a programa global de acesso à vacina contra a covid

Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Direitos Reservados
Postado em: 11/09/2020

Compartilhe esta notícia:

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nessa quinta-feira (10) que o Brasil estuda aderir ao programa Covax Facility, da Organização Mundial da Saúde (OMS), voltado para a promoção de acesso global à vacina contra a covid-19.

 

As informações são da Agência Brasil.

 

O anúncio foi durante a videoconferência do Conselho de Governança do Access to Covid-19 Tools (ACT) Accelerator, grupo que reúne diversos países para acelerar o fim da pandemia do novo coronavírus (covid-19), por meio do desenvolvimento de testes, tratamentos e vacinas.

 

“Caso optemos pela adesão, o Brasil poderá ser o maior contribuinte. Gostaria de concluir colocando à disposição de todos a robusta capacidade de produção de vacinas e experiência do Brasil em oferecer acesso universal a serviços de saúde, incluindo vacinação a toda população brasileira”, disse Pazuello.

 

Ontem (10) foi a primeira reunião do conselho de governança do ACT, composto por 28 países, co-presidido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Comissão Europeia.

 

O Brasil aderiu ao programa de aceleração em junho e está entre os países com relevante tamanho de mercado no contexto internacional. Nessa mesma categoria, também estão México, China, Estados Unidos, Índia, Indonésia, Rússia e Coreia do Sul.

 

“Aderimos à iniciativa com o objetivo de apoiar esse esforço internacional em resposta ao desafio global imposto pela pandemia da covid-19”, disse Pazuello.

 

O ministro interino afirmou ainda que o Ministério da Saúde seguirá apoiando iniciativas voltadas para garantir o desenvolvimento e o acesso equitativo de diagnósticos, tratamentos e vacinas para a covid-19.

 

“Posso dizer com segurança que o Brasil sempre estará ao lado de qualquer iniciativa que promova o acesso justo e equitativo a diagnósticos, vacinas e tratamentos e o fortalecimento de sistemas de saúde”, disse.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Criminoso faz grávida e criança de 7 anos reféns durante roubo de carro

Instalação de registro interrompe abastecimento de água em 12 bairros de Sorocaba

GCM detém homem com mais de 800 porções de drogas

Reitor do ITA é o mais cotado para ser 4º ministro da Educação de Bolsonaro

Governo de SP orienta empresas para agilizar testagem em massa da Covid-19

Relator admite excluir estados e municípios de reforma da Previdência