Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Bolsonaro pede que diplomatas levem verdade do Brasil ao exterior

Foto: Valdenio Vieira/PR
Postado em: 23/10/2020

Compartilhe esta notícia:

O presidente Jair Bolsonaro participou ontem (22) da formatura dos novos diplomatas brasileiros, em cerimônia no Palácio Itamaraty, em Brasília. Em seu discurso, Bolsonaro orientou que mostrem a verdade do Brasil aos outros países, citando as medidas econômicas desenvolvidas pelo governo e as ações para preservação da Amazônia.

 

As informações são da Agência Brasil.

 

“Os senhores são importantíssimos para nós, na manutenção da paz, da nossa economia e em nossa liberdade. Lá fora, cada um de vocês é um pedaço do nosso Brasil. Do que mais nós precisamos é da verdade. Não podemos nos deixar vencer pela falsa narrativa. O mundo sempre esteve em guerra, nem que seja apenas nas comunicações”, disse.

 

Em diversas ocasiões, o presidente Bolsonaro já defendeu a política ambiental do governo federal, diante de críticas internacionais, especialmente no que diz respeito ao desmatamento e às queimadas na Amazônia. “Não é fácil levar e falar a verdade, mas nós confiamos em vocês, nós temos que lutar por aquilo que é nosso, não podemos ceder”, disse Bolsonaro aos formandos.

 

De acordo com o presidente, o governo está organizando uma viagem, entre Manaus (AM) e Boa Vista (RR), para diplomatas de vários países, “para mostrar naquela curta viagem de uma hora e meia que não verão em nossa floresta nada queimando ou sequer 1 hectare de selva devastada”.

 

Tradicionalmente, a formatura dos alunos do Instituto Rio Branco acontece em meados de abril, em homenagem ao Dia do Diplomata, celebrado em 20 de abril. A data marca o nascimento do Barão do Rio Branco, patrono da diplomacia brasileira. Neste ano, a cerimônia foi adiada em razão da pandemia de covid-19.

 

A turma de 2019-2020 é composta de 27 diplomatas brasileiros. O patrono escolhido pelos formandos é João Cabral de Melo Neto, poeta, escritor e diplomata brasileiro. A paraninfa da turma é Sara Walker, professora do Programa de Inglês do Instituto Rio Branco.

 

Ordem de Rio Branco

 

Além da formatura dos novos diplomatas, Bolsonaro participou da imposição de insígnias da Ordem de Rio Branco, que reconhece a atuação de brasileiros e estrangeiros nas mais diversas áreas. Entre os agraciados de hoje estão ministros de Estados, militares e embaixadores. No total, foram 150 homenageados.

 

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, e os ministros Milton Ribeiro (Educação), Ricardo Salles (Meio Ambiente), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e José Levi (Advocacia-Geral da União) foram admitidos no quadro suplementar da ordem em seu grau mais alto, o Grã-Cruz.

 

Instituída em 1963, a condecoração é dividida em dois quadros: ordinário, composto por diplomatas da ativa; e suplementar, que reúne diplomatas aposentados, pessoas físicas e jurídicas nacionais ou estrangeiras. A Ordem de Rio Branco tem cinco graus: Grã-Cruz, Grande Oficial, Comendador, Oficial e Cavaleiro, além de uma Medalha anexa. Seu conselho é constituído pelo Presidente da República, Grão-Mestre da Ordem; pelo ministro das Relações Exteriores, chanceler da Ordem, pelos chefes das Casas Civil e Militar da Presidência da República e pelo secretário-geral do ministério.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mulher leva tiro de choque da GCM ao fazer live e questionar falta de médicos em PA

Operação policial prende homem e apreende detonadores de explosivos

Brasil tem 610 novas mortes por coronavírus; total é de 9.146 óbitos

‘Chefão’ do tráfico da região oferece R$ 50 mil a policiais para não ser preso

Relator dá parecer favorável à indicação de Kássio Nunes ao STF

Venezuelana é presa após furtar mais de 70 calcinhas de loja de departamentos