Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Bolsonaro exalta democracia e fala em ‘melhoria no ambiente de negócios’ em reunião do Mercosul

Jovem Pan News
Postado em: 02/07/2020

Compartilhe esta notícia:

Jovem Pan News

O presidente Jair Bolsonaro participou na manhã desta quinta-feira (2) da reunião da Cúpula do Mercosul, que teve sua primeira versão online nesse ano de 2020 por conta da pandemia do novo coronavírus. Em seu discurso, o presidente do Brasil elogiou a atuação de Mario Abdo Benítez à frente do bloco e lamentou não estar presencialmente no encontro. 

“É com grande satisfação que constato a sintonia entre Brasil e Paraguai. Nosso governo endossou integralmente as necessidades da presidência paraguaia, que aprofundam a modernização do bloco e fazem dele aliado essencial da agenda de reformas que temos implementado no Brasil. Os objetivos dessa agenda são tornar o estado mais eficiente e a economia mais dinâmica — sempre com vistas à criação de mais oportunidades para os brasileiros.”

Bolsonaro destacou a aprovação da reforma da Previdência no Brasil em 2019 e disse que o país está, agora, empenhado em seguir com outras reestruturações. “Temos atuado com o mesmo empenho na melhoria do ambiente de negócios, na atração de investimentos e na renovação da infraestrutura. No esforço da construção de um país mais próspero, buscamos também mais e melhor inserção do Brasil na região e no mundo. E o Mercosul é nosso principal veículo para isso. Os acordos selados em 2019 com a União Europeia evidenciam que estamos no caminho certo”, disse. Ele convidou os outros presidentes dos países que integram o bloco a “instruir os negociadores a fechar os textos” para que a assinatura ocorra ainda em 2020.

Jair Bolsonaro ainda destacou a importância de “desfazer opiniões distorcidas sobre o Brasil, como em relação as ações tomadas em favor da proteção à floresta amazônica e do bem estar das populações indígenas”. O presidente do Brasil se declarou favorável em levar adiante as negociações abertas com o Canadá, a Coreia do Sul, Singapura e Líbano, além de expandir acordos vigentes com Israel, Índia e abrir novas frentes na Ásia. “E temos todo interesse em buscar tratativas com países da América Central.”

Bolsonaro também exaltou os passos dados em caminho da “tão necessária reestruturação interna” do bloco. “Ressalto nesse plano a reforma da Tarifa Externa Comum, medida indispensável para consolidar o Mercosul como fonte de prosperidade para nossos povos. O bloco também tem registrado movimentos para discutir a inclusão dos setores automotivos e açucareiros no regime de regras comuns.”

O presidente Jair Bolsonaro finalizou reforçando que “os próximos meses serão de grandes desafios para todos” e a importância de conciliar a proteção da saúde com a recuperação da economia. Ele disse ser um “privilégio” contar com a liderança de Luis Alberto Lacalle Pou, presidente do Uruguai, no comando do bloco nos próximos meses. “Conte com o meu apoio. O Brasil estará ao seu lado.”

Ele ainda citou a Venezuela e disse estar na expectativa para que a nação “retome o quanto antes o caminho da liberdade”. “Nesse mesmo espírito de valorização da democracia, lamento que o governo da presidente Jeanine Áñez, da Bolívia, não tenha podido participar dos nossos trabalhos. Continuemos todos a defendes de modo incansável o compromisso do bloco com a democracia.”

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Nova lei responsabiliza empresas pelo uso de dados de seus usuários e prevê multa em caso de descumprimento da norma

Certificado Internacional de Vacinação é emitido em 4 locais com novos horários

Menino torturado é analfabeto, usuário de crack e filho de mãe alcoólatra

Polícia Civil prende três e detém adolescente na região de Sorocaba

Pista expressa da marginal Pinheiros é interditada após viaduto ceder na capital

Prefeitura reforça força-tarefa no combate aos escorpiões