Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Bolsonaro diz que novas parcelas do auxílio não serão de R$ 600: ‘União não aguenta’

Jovem Pan News
Postado em: 22/06/2020

Compartilhe esta notícia:

Jovem Pan News

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (22) que o governo vai seguir pagando o auxílio emergencial por mais dois meses, mas as novas parcelas não serão de R$ 600, como as três primeiras.

“O Paulo Guedes decidiu pagar a quarta e a quinta, mas falta acertar o valor. A União não aguenta outro com esse mesmo montante”, disse Bolsonaro ao canal Agro+.

Segundo ele, um valor do auxílio mais baixo será negociado no Congresso, já que o que está em vigor custa R$ 50 bilhões por mês ao governo. “Queremos atender o povo, mas com muita responsabilidade”, afirmou. Apesar da fala do presidente, as parcelas que ainda não foram pagas aos beneficiários não deverão ter o valor alterado, apenas a extensão, caso seja aprovada.

A maneira mais rápida de diminuir a dependência do auxílio para a população é reabrir o comércio nas cidades, continuou. O presidente avalia as medidas de isolamento social tomadas por Estados e municípios para conter a disseminação do novo coronavírus como “um exagero” e acredita que não vai ser fácil para a economia pegar no tranco, já que embora o campo não tenha parado, as cidades e muitos Estados fecharam o comércio.

“Não podemos deixar que o efeito colateral do tratamento da pandemia seja mais danoso do que a própria pandemia. Vida e emprego, uma coisa está completamente atrelada à outra”, disse Bolsonaro.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Única mulher eleita governadora, Fátima Bezerra vence no RN

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 125 milhões no próximo sorteio

PM detém adolescentes com moto desviada após perseguição na Zona Leste de Sorocaba

Guarda Civil Municipal detém jovens com quatro tipos de drogas no Jardim São Guilherme

Votorantim confirma mais 48 casos de Covid-19, agora já são 496

Lewandowski determina aplicação de cota financeira para negros já na eleição deste ano