Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Após jovem ser estuprada e ter casa roubada na ZN, Polícia Militar diz que reforçará patrulhamento

Postado em: 14/02/2020

Compartilhe esta notícia:

A Polícia Militar de Sorocaba, por meio do Sétimo Batalhão da Polícia Militar do Interior, informou à redação do Ipa Online que reforçará o patrulhamento na região do Jardim Santa Lúcia, bairro em que uma jovem de 20 anos foi estuprada e teve a casa roubada por um criminoso. 


Conforme nota enviada pela PM, "já está sendo feito monitoramento dos índices criminais na área, e ela será colocada como prioridade de policiamento". 


A notícia chocou moradores da região, que procuraram a redação para relatar a onda de crimes que ocorre no bairro, como assalto a pessoas que estão em pontos de ônibus e furto de residências. "Estamos à mercê da bandidagem", disse um dos entrevistados pela reportagem ao  pedir mais segurança. 


Vítima de estupro e roubo

Uma mulher de 20 anos foi vítima de estupro de um criminoso que invadiu sua casa. Após cometer o abuso, o bandido roubou objetos da residência e fugiu. O caso ocorreu na última terça-feira (11), no Jardim Santa Lúcia, Zona Norte de Sorocaba, mas foi revelado somente na manhã desta última quinta-feira (13). 


A redação do Ipa Online conversou com a mãe da vítima, que relatou que o bandido aguardou o marido da vítima sair para trabalhar, por volta das 5h10 de terça. Próximo das 5h45, o criminoso subiu no telhado da residência e entrou pelos fundos da casa. Quando a mulher entrou após fechar o portão, ele a ameaçou com uma faca e cometeu o estupro. Depois, fugiu levando TV, notebook e aparelho de celular da residência. 


"Ela está tentando ser forte, pois tem um bebê de 4 meses", disse a mãe da vítima. "Estamos prestando total apoio. Ela demonstra muito medo de ficar sozinha. Ela veio para minha casa para se recuperar. Está tomando coquetéis de prevenção a doenças e passará por atendimento psicológico", completou a entrevistada, que não terá seu nome revelado. 

 

A vítima, acompanhada do marido, foi à delegacia, registrou o boletim de ocorrência sobre o caso e na sequência, acompanhada da Polícia Militar, seguiu para o Hospital Regional para receber o devido atendimento. Nesta última quarta-feira (12), a mulher passou por exame de corpo de delito. 


Conforme o registro da Polícia Militar, uma equipe policial foi acionada para atender a ocorrência de estupro. No local, em contato com a vítima, ela informou "que um rapaz magro com pele parda, encapuzado, com estatura mediana, armado com faca e aparentemente usuário de drogas invadiu sua residência e ameaçando de morte o seu bebê de apenas 4 meses exigiu dinheiro e a obrigou a ter relação sexual com ele". Após cometer o estupro, ele fugiu levando uma TV de 47” e uma 32”, um aparelho de celular, um vídeogame Playstation 4, e um notebook. 


Até o momento ninguém foi preso.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Jaqueline deve mudar comando da Urbes e Chefia de Gabinete nos próximos dias

Irmã Dulce é canonizada pelo papa Francisco no Vaticano e se torna a primeira santa brasileira

Vereadores criticam transferência de quase 50 médicos especialistas da Policlínica

Funcionário morre após ingerir álcool etílico durante transporte de plataforma da Petrobras

STF já tem 4 votos para enquadrar homofobia na lei dos crimes de racismo

Homem com 11 passagens policiais é preso pela GCM após ameaçar ex-esposa em Sorocaba