Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Após jovem ser estuprada e ter casa roubada na ZN, Polícia Militar diz que reforçará patrulhamento

Postado em: 14/02/2020

Compartilhe esta notícia:

A Polícia Militar de Sorocaba, por meio do Sétimo Batalhão da Polícia Militar do Interior, informou à redação do Ipa Online que reforçará o patrulhamento na região do Jardim Santa Lúcia, bairro em que uma jovem de 20 anos foi estuprada e teve a casa roubada por um criminoso. 


Conforme nota enviada pela PM, "já está sendo feito monitoramento dos índices criminais na área, e ela será colocada como prioridade de policiamento". 


A notícia chocou moradores da região, que procuraram a redação para relatar a onda de crimes que ocorre no bairro, como assalto a pessoas que estão em pontos de ônibus e furto de residências. "Estamos à mercê da bandidagem", disse um dos entrevistados pela reportagem ao  pedir mais segurança. 


Vítima de estupro e roubo

Uma mulher de 20 anos foi vítima de estupro de um criminoso que invadiu sua casa. Após cometer o abuso, o bandido roubou objetos da residência e fugiu. O caso ocorreu na última terça-feira (11), no Jardim Santa Lúcia, Zona Norte de Sorocaba, mas foi revelado somente na manhã desta última quinta-feira (13). 


A redação do Ipa Online conversou com a mãe da vítima, que relatou que o bandido aguardou o marido da vítima sair para trabalhar, por volta das 5h10 de terça. Próximo das 5h45, o criminoso subiu no telhado da residência e entrou pelos fundos da casa. Quando a mulher entrou após fechar o portão, ele a ameaçou com uma faca e cometeu o estupro. Depois, fugiu levando TV, notebook e aparelho de celular da residência. 


"Ela está tentando ser forte, pois tem um bebê de 4 meses", disse a mãe da vítima. "Estamos prestando total apoio. Ela demonstra muito medo de ficar sozinha. Ela veio para minha casa para se recuperar. Está tomando coquetéis de prevenção a doenças e passará por atendimento psicológico", completou a entrevistada, que não terá seu nome revelado. 

 

A vítima, acompanhada do marido, foi à delegacia, registrou o boletim de ocorrência sobre o caso e na sequência, acompanhada da Polícia Militar, seguiu para o Hospital Regional para receber o devido atendimento. Nesta última quarta-feira (12), a mulher passou por exame de corpo de delito. 


Conforme o registro da Polícia Militar, uma equipe policial foi acionada para atender a ocorrência de estupro. No local, em contato com a vítima, ela informou "que um rapaz magro com pele parda, encapuzado, com estatura mediana, armado com faca e aparentemente usuário de drogas invadiu sua residência e ameaçando de morte o seu bebê de apenas 4 meses exigiu dinheiro e a obrigou a ter relação sexual com ele". Após cometer o estupro, ele fugiu levando uma TV de 47” e uma 32”, um aparelho de celular, um vídeogame Playstation 4, e um notebook. 


Até o momento ninguém foi preso.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

A cada 3 horas e 40 minutos, uma pessoa morre por acidente de trabalho

Bolsonaro admite conversas sobre filiação em outros partidos

Imagens serão analisadas para identificar quem encheu chafariz de sabão em pó

Cumbica enfrenta terceiro dia consecutivo de atrasos em São Paulo

Em meio a polêmicas, Neymar é confirmado em time titular do Brasil para encarar Qatar

Bolsonaro diz que quer aplicar parte do fundo da Lava-Jato em educação