Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Anatel inicia bloqueio de celulares irregulares em 15 estados

Postado em: 24/03/2019

Compartilhe esta notícia:

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) está realizando neste domingo (24), em 15 estados, o bloqueio de telefones celulares sem certificação. Vão deixar de funcionar os aparelhos que não têm o selo de certificação da agência, que garante a compatibilidade com as redes de telefonia no Brasil.

As informações são da Agência Brasil.

Estão sendo bloqueados aparelhos irregulares em São Paulo e Minas Gerais, nos nove estados do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe); e em quatro estados da Região Norte (Amapá, Amazonas, Pará e Roraima).

O bloqueio nesses estados é a última fase do cronograma do Projeto Celular Legal, iniciado em setembro. A Anatel enviou 531 mil mensagens de aviso de desligamento a celulares irregulares.

Até o momento, foram bloqueados mais de 244 mil celulares em todo o país. O estado com mais celulares desligados é Goiás: 85,9 mil, conforme planilha da Anatel.

O selo da Anatel é colado atrás da bateria do aparelho ou no manual do telefone.

Segundo a agência, “o celular sem certificação não passou pelos testes necessários” e “pode aquecer, dar choques elétricos, emitir radiação, explodir e causar incêndio”.

Além da segurança dos usuários, a Anatel assinala que o bloqueio reduz o número de roubos e furtos de celulares, combatendo a falsificação e clonagem de IMEIs (número de identificação do aparelho), que é único e global.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Prefeitura avalia implantação de Zona Azul na região do Hospital Oftalmológico

Casa só com ‘mãe e avó’ é ‘fábrica de desajustados’ para tráfico, diz Mourão

Motociclista de 23 anos morre após colidir em carro na avenida Bandeirantes

Com máscara de idoso, homem tenta assaltar banco em Santa Catarina

Garupeiro morre após motocicleta bater em caminhão na Zona Leste

Doria lança SOS Mulher, o botão do pânico para pessoas em perigo no Estado de SP