Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

A saga dos Asseitunos

Postado em: 07/09/2019

Compartilhe esta notícia:

Por Vanderlei Testa

Desde os anos 40 a família Asseituno esteve presente na Vila Hortência em Sorocaba. Na rua Santa Maria havia o Armazém do Antonio Asseituno.

Na minha juventude ia comprar os mantimentos de casa, encomendados pelos meus pais. A freguesia era de moradores do bairro Além Ponte em todo o entorno do Ginásio de Esportes, Escola Achilles de Almeida, Igreja do Bom Jesus e Fábrica Santa Maria.

Os irmãos da família Asseituno sempre foram ligados ao comércio. O Ramon nasceu  na rua Cel. Nogueira Padilha, logo no começo na casa de número 18. Filho de Joaquina Espigares e Perfeito Asseituno o menino Ramon cresceu e foi educado com os princípios de uma família cristã exemplar.

width=1170
Família na celebração festiva dos 60 anos de casamento

Foi no comércio dos pais que o Ramon, hoje com 61 anos de casado com Maria Medina e três filhos Roberto, Rodolfo e Rosemeire, conquistou na prática a sua profissão de comerciante.

A casa de secos e molhados como era conhecido o empório do “seu Perfeito Asseituno” na rua Newton Prado, 600, ainda permanece sob a guarda da família, como uma história de lembranças dos descendentes espanhóis.

Era o ano de 1945, quando após andar pelas ruas do  bairro  que o Perfeito sentiu a segurança em instalar o seu negócio de alimentos para atender seus contemporâneos espanhóis. Foi lá que o Ramon cresceu com os irmãos ajudando os pais no balcão e nas entregas da redondeza.

O tempo passou, mas a saga de trabalho e dedicação dos Asseitunos, mais uma vez se fez presente em Sorocaba.

O ano de 1962 ia começar diferente aos casais da cidade que estavam se preparando ao casamento. As dificuldades na confecção de vestidos de noivas nessa época eram muitas. Faltavam modelos e tecidos escolhidos pelas mulheres que precisavam se locomover até a capital São Paulo.

O olhar do visionário Ramon o inspirou a abrir a primeira loja de noivas, vizinhos da minha casa na rua Santa Maria. Sua esposa Maria Medina o incentivou nessa empreitada.

width=774
Rosemeire Asseituno é filha do casal Maria e Ramon

O interesse das noivas foi tanto, que em pouco tempo decidiram pela mudança de endereço em local central de Sorocaba.

Foram para a rua Monsenhor João Soares  177. E, durante 25 anos seguidos, conquistaram o sucesso com a loja “Boutique Veste a Noiva”. Parece fácil, mas não foi.

O casal teve que buscar a profissionalização com cursos em São Paulo, especialização em moda e a sociabilização no segmento. Promoveram inúmeros desfiles de modas beneficentes e, até na televisão apareceram em programas com suas modelos de noivas.

A família Asseituno conquistava, assim, o mercado de noivas e o envolvimento com centenas de clientes.

Eles, os clientes, acabaram se familiarizando com o casal Asseituno e faziam convites de padrinhos do casamento aos donos da loja, Maria Medina e ao Ramon.

Foram setenta e quatro casamentos apadrinhados na igreja pelo casal Asseituno. Tem até um fato curioso ocorrido em um casamento na cidade de Piedade, quando houve um apagão e, mesmo no escuro, o padre, acostumado em ver o casal Maria e Ramon no altarcomo padrinhos em outros casamentos, disse: “vocês eu conheço até na escuridão”.

Vale destacar que o irmão do Ramon, comerciante João Asseituno, de  saudosa memória, também teve uma loja de vestidos de noivas na rua da Penha.

width=1007
Momento na TV Band da apresentação de desfile de noivas da loja de Maria e Ramon

A família Asseituno continua na rua Newton Prado em um comércio de imóveis com o filho Roberto. Já o filho Rodolfo mora em São Paulo e trabalha há 25 anos no Incor como administrador hospitalar.

Atualmente, aposentados, Maria Medina e Ramon se dedicam integralmente em colaborar com entidades beneficentes de Sorocaba, cumprindo uma missão de amor ao próximo.

 

width=300

Vanderlei Testa é jornalista e publicitário

Escreve aos sábados no www.facebook.com/artigosdovanderleitesta e no site www.jornalipanema.com.br/opiniões

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

População vai pagar a conta do reajuste do STF, diz Bolsonaro

Navio grego é alvo de operação da PF por derramamento de óleo que atingiu praias do Brasil

Aneel define bandeira amarela e contas de energia ficarão mais caras em julho

PF prende duas mulheres que participavam de estupros de crianças

Promotoria faz denúncia contra mulher que acusa Neymar de estupro

Prefeitura de Sorocaba lança WhatsApp para receber denúncias e sugestões