Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

À Comissão, Crespo nega que Taty Polis tenha recebido ‘salário’ enquanto voluntária

Postado em: 23/07/2019

Compartilhe esta notícia:

O prefeito de Sorocaba José Crespo negou, durante oitiva à Comissão Processante, durante a tarde desta segunda-feira (22), em sua casa, que a voluntária Tatiane Polis teria poder de comando dentro da Prefeitura de Sorocaba.

A comissão processante instaurada na Câmara Municipal para investigar o prefeito o ouviu em sua residência, conforme acordo dos vereadores com a defesa do chefe do Executivo, em virtude de recomendação de repouso por motivos de saúde. A oitiva foi conduzida pelo presidente da comissão, Silvano Junior (PV), pelo relator Hudson Pessini (MDB) e pelo membro Luis Santos (Pros).

Crespo respondeu a questionamentos sobre as circunstâncias da assinatura do termo de voluntariado firmado com Tatiane Polis, assim como as funções exercidas por ela. Segundo o prefeito, a ex-servidora apenas colaborou com o projeto Fala Bairro, fazendo contatos com lideranças populares e levantando necessidades da população. Crespo negou que Tatiane Polis tenha exercido poder de comando sobre servidores e que tenha oferecido a ela posto de trabalho na Prefeitura.

O prefeito também negou que a funcionária voluntária tenha orientado remanejamento de servidores da Secretaria de Comunicação e que tenha indicado a contratação de funcionários comissionados. Por fim, disse ainda que Tatiane Polis não recebeu nenhum pagamento ou ressarcimento de despesas pelos trabalhos prestados enquanto voluntária.

Com a oitiva de José Crespo, começa a vigorar o prazo de cinco dias para que sua defesa apresente à comissão processante suas alegações finais. Após isso, os vereadores devem elaborar um relatório final, que será apresentado à presidência da Câmara Municipal. Em seguida, deve ser realizada uma sessão para votação do pedido de cassação do prefeito.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ajudante de pedreiro é preso por estupro de vulnerável após beijar menina na boca

Doria lança SOS Mulher, o botão do pânico para pessoas em perigo no Estado de SP

Polícia apreende carro que acumula R$ 54 milhões em multas

Após poupar Aécio, PSDB pode punir deputada que votou contra Previdência

Prefeito, secretários e vereadores têm reajuste de 4,58% em Votorantim

Casal responsável por espancar e matar idoso é preso em Porto Feliz