Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Atraso em salários leva funcionários dos Caps a paralisarem os atendimentos

Postado em: 11/04/2019

Compartilhe esta notícia:

Por Cristiane Carvalho

Funcionários das unidades dos Caps Leste e da Vila Progresso (Centro de Atenção Psicossocial) e das Residências Terapêuticas de Sorocaba decidiram entrar em greve por atraso nos salários. Com a paralisação, mais de mil pacientes ficarão sem atendimento.

O analista administrativo que atua na Associação Paulista de Gestão Pública (APGP), a Organização Social de Saúde (OSS), responsável pela administração dos Caps, Luiz Fernando, disse que, mensalmente, o pagamento ocorre com atraso. Neste mês, os funcionários deveriam receber na terça-feira (9), mas, até o momento, o recurso não foi liberado. Essa situação vem se repetindo há três anos.

A greve atinge cerca de 150 profissionais da APGP, que atendem a mais de 800 pacientes por mês. Há 1.090 cadastrados nos programas oferecidos pelos Caps. Conforme Fernando, além do salário atrasado, há atraso nos vales transporte e alimentação, e nos depósitos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Segundo o SindSaúde, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Sorocaba e Região, todos funcionários que atuam nas unidades Leste e Oeste e outros 100 das Residências Terapêuticas participam da greve. “Estamos insistentemente tentando uma negociação junto à Prefeitura de Sorocaba, para que a situação seja normalizada”, afirmou o presidente da instituição, Milton Sanches.

A Prefeitura de Sorocaba foi questionada, mas até o momento não se posicionou sobre o problema.

Caps

Os Caps são portas de entrada para o atendimento na área de Saúde Mental dentro da Secretaria de Saúde (SES) e trabalham em regime de porta aberta, com a função de acolhimento e tratamento dos pacientes.

O usuário que procura o Caps é acolhido e participa da elaboração de um Projeto Terapêutico Individual específico para as suas necessidades e demandas.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Homem de 39 anos é preso depois de agredir a esposa com uma facada na Zona Leste de Sorocaba

Militares já ocupam 21 cargos na Saúde, em postos de direção e até em áreas especializadas

“Absorvendo o Tabu” revela comunidade afetada por ignorância e cultura patriarcal

Equipe da Defesa Civil de Sorocaba realiza simulado de incêndio em hospital

Projeto que criminaliza homofobia avança no Senado antes de voto no STF

Governo Jair Bolsonaro confirma 22 ministérios, 7 a mais do que prometido