Foto: Reprodução YouTube

UOL/FOLHAPRESS

Atleta que assumiu a sua homossexualidade há três anos, o esquiador americano Gus Kenworthy deu um beijo em seu namorado Matt Wilkas transmitido ao vivo pela emissora NBC durante os Jogos de Inverno de Pyeongchang e festejou a repercussão do gesto de carinho.

Gus Kenworthy contou que não planejou que o beijo fosse captado pelas câmeras, mas acha positivo que ele tenha sido televisionado. O atleta ainda disse que chegou a pensar em fazer o gesto na Olimpíada de Sochi-2014, mas como na época nem os seus pais tinham conhecimento de que ele era gay, desistiu por medo da repercussão.

“Eu não sabia que era um momento televisionado, mas acho que isso é maravilhoso. Isso é algo que eu queria nas últimas Olimpíadas, de compartilhar um beijo com meu namorado, e era algo que eu estava com muito medo de fazer por mim mesmo. E pode fazer isso, dar-lhe um beijo, ter esse afeto transmitido para o mundo, é incrível”, disse o atleta, que compete no esqui estilo livre slopetyle.

De acordo com a sua avaliação, ter um beijo transmitido de forma natural pode fazer com que pessoas se sintam mais confortáveis em assumir a homossexualidade. Gus Kenworthy disse que gostaria que fosse assim quando ele tinha dificuldade em lidar com a questão.

“Eu acho que a única maneira de mudar as percepções, quebrar a homofobia, quebrar as barreiras é através da representação. Isso definitivamente não é algo que eu fiz quando criança. Eu definitivamente não vi um atleta gay nas Olimpíadas beijando seu namorado e acho que, se eu tivesse, isso facilitaria para mim, então espero que tenha feito isso para outras pessoas”, completou.

Medalhista de prata há quatro anos, Gus Kenworthy ficou fora do pódio em Pyeongchang, terminando em último no esqui estilo livre slopetyle. O ouro ficou com o norueguês OysteinBraaten, seguido do americano Nick Goepper e do canadense Alex Beaulieu-Marchand.

1 Comentário

Comments are closed.