Junior Lima diz que era chamado de ‘viado’ e a irmã, Sandy, de ‘virgem’

Foto: divulgação

FOLHAPRESS

Junior Lima, 33, disse que ele e sua irmã, Sandy, 35, pagaram caro por não terem malícia quando começaram a carreira, aos seis anos de idade.

Ele falou sobre exposição na mídia no canal no YouTube Ilha de Barbados. Ao ser questionado sobre o que teria acontecido, Junior disse que foi estigmatizado como “viado” e a irmã como “virgem do Brasil” após uma entrevista.

Junior afirmou ainda que foi aconselhado sobre o perigo de ser mal interpretado em entrevistas e ficou “preso” tentando ser o mais conciso possível ao comunicar-se.

Nas redes sociais, o cantor divulga poucas fotos em que o rosto do filho, Otto, aparece e contou que só postou uma quando a criança tinha cinco dias de vida para “matar a curiosidade” das pessoas, mas que o rosto do menino mudou completamente após o clique.

Junior afirma que compartilha a imagem de Otto o mínimo possível, já que ele não escolheu a exposição. “Quando ele puder escolher um pouco mais, eu vou poder dar meu parecer, minha opinião, mas é opção dele”, afirmou.