FOLHAPRESS

No Instagram de artistas como Pabllo Vittar, Preta Gil e Bruno Gagliasso, as fotos pessoais e divertidas deram lugar a postagens mais sérias e contestadoras. A postura é uma resposta a liminar que permite tratar homossexualidade como doença, concedida pela Justiça Federal do Distrito Federal, na última sexta (15).

Na decisão, o juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho concedeu abertura para que psicólogos possam tratar homossexuais como doentes e fazer terapias de “reversão sexual”, sem que sofram censura ou sanções do CFP (Conselho Federal de Psicologia).
A limiar revoltou o público e muitas celebridades se posicionaram contra a permissão. As postagens criticando a decisão vinham acompanhadas de hashtags como #MaisAmorPorFavor #vivaoAMOR e #cureseupreconceito.

A cantora Preta Gil também compartilhou sua indignação em um vídeo, disponível em https://www.instagram.com/p/BZM4zDLhLUt/, mencionando o nome de muitas celebridades homossexuais e bissexuais que, como ela, estariam “doentes”. “Se tiver a cura aí, deixa longe de mim por favor, eu prefiro ficar doente”, disse.

Anitta também publicou um vídeo em seu Instagram, disponível em https://www.instagram.com/p/BZM8GkHFhco/, se solidarizando com seu público. “Estou rezando para nosso país, nossos representantes, deem atenção para o que realmente é importante, que é consertar a nossa miséria, a nossa corrupção, a nossa falta de educação, de instrução. Até mesmo para ninguém mais cometer uma burrice como essa”.