UOL/FOLHAPRESS

O atacante Gabigol teve seu nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF nesta terça-feira (30) e já pode reestrear pelo Santos.

Nem atleta, nem comissão técnica, no entanto, confirmaram a data da reestreia. A expectativa é de que Gabriel seja no mínimo relacionado para o jogo de domingo (4), às 17h (de Brasília), contra o Palmeiras, no Allianz Parque.

O atacante retornou ao Santos depois de dois anos. Na Europa, ele fracassou ao tentar engatar uma sequência de partidas com os uniformes da Internazionale (Itália) e Benfica (Portugal).

O camisa 10 da equipe alvinegra participou na manhã desta terça de um jogo-treino realizado no CT Rei Pelé. Ele anotou um gol na vitória por 2 a 0 sobre o Água Santa, em atividade na qual Jair Ventura testou os reservas do time.

Gabriel atuou como ponta aberto do lado direito do ataque, mas se movimentou bastante e também caiu para o centro. O gol, inclusive, foi de um típico centroavante. Ele aproveitou cruzamento de Stéfano Yuri e só empurrou para as redes na pequena área.

O tento, aliás, só fortalece os planos do técnico Jair Ventura com Gabigol. O treinador não fala externamente, mas já confessou aos profissionais do clube que pretende utilizar Gabriel como centroavante, no lugar de Rodrigão.

Sem Bruno Henrique, ainda lesionado, no clássico contra o Palmeiras, Gabigol ainda pode ser utilizado pelas pontas. Mas tudo indica que o camisa 10 deve ser firmar como centroavante.

“Conversamos por telefone, mas como ele [Jair] não falou, eu também não vou falar [sobre a posição]”, disse Gabigol.

Gabriel Barbosa atuou somente no segundo tempo, quando Jair colocou em campo uma espécie de terceiro time. Na etapa inicial, o Santos jogou com Vladimir; Daniel Guedes, Matheus Guedes, Gustavo Henrique e Romário; Victor Yan, Diego Pituca e Léo Cittadini; Vitor Bueno, Rodrygo e Yuri Alberto.

No segundo tempo, com Gabigol entre os titulares, a equipe santista jogou com João Paulo, Fernando Medeiros, Yan, Gustavo Henrique e Emerson; Leandro Donizete, Rafael Longuine e Lucas Lourenço; Gabigol, Stéfano Yuri e Diego Cardoso.