Manga e Vitão do Cachorrão resolvem acabar com desavença e encerrar atrito

O DEDA QUESTÃO

A sexta edição do Programa Câmara de Bairro em Bairro, realizada no sábado passado (19) pela manhã no Jardim Nova Esperança, marcou o reencontro dos vereadores Rodrigo Manga, presidente do Legislativo, e Vitão do Cachorrão que votou de um modo diferente do esperado pelo presidente em projeto que mudaria a Lei Orgânica do Município de modo que hoje uma atribuição da Prefeitura passaria a ter prévia análise dos vereadores no caso da contratação de empresas para gestões compartilhadas (que também é chamada de terceirização).

Na quinta-feira, certo da vitória, Manga colocou o projeto em votação, se aproveitando da ausência do vereador Luís Santos, em licença após cirurgia no pé. Eram precisos 13 dos 19 votos, ou seja, sem o voto de Luís Santos, Manga imaginava a aprovação do projeto. Mas Vitão votou contrário e uma enxurrada de críticas foram endereçadas a ele. Críticas que começaram em plenário por Manga e que gerou um bate-boca entre os dois que, pelas fotos, é possível se observar que ficaram alterados.

Havia, então, a expectativa sobre o reencontro dos dois e ele aconteceu no reduto de Vitão, no Nova Esperança. Lá, longe da plateia, ficou claro a Manga que era melhor conciliar com Vitão do que deixar solta a língua dele. Na prática, o que se viu foi que com a derrota sacramentada, de nada valeria levar adiante a discussão com Vitão. Assim, depois desse debate, a sessão do Programa Câmara de Bairro em Bairro deve sequência e teve como principais reivindicações da comunidade a necessidade de regularização de imóveis, de mais melhorias no atendimento em saúde e de mais segurança em escolas.

As edições anteriores do ‘Bairro em Bairro’ foram realizados nos bairros Parque São Bento, Júlio de Mesquita Filho, Éden e Brigadeiro Tobias, Jardim Santo Amaro.

1 Comentário

  1. A população esta certa! Tem que reivindicar melhorias na saúde.
    Mas não adianta só pedir, precisa brigar por aquilo que ja esta aberto e funcionanando! Exemplo é o fechamento da UPH da zona leste administrada pelo BOS.
    Senhores vereadores, não fiquem só no discurso!!! Travem a pauta do governo na camara até que o crespo volte atrás da decisão!!!!

Comments are closed.