A Urbes – Trânsito e Transportes está apta a operar o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT). A conquista, comemorada pelo prefeito José Crespo (DEM), foi obtida no dia 25 de janeiro.

A Urbes solicitou à Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp) que fosse incluída em seu CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) a operação municipal do transporte ferroviário de passageiros e também a operação na Região Metropolitana.

A implantação do VLT em Sorocaba é um dos projetos de Crespo. A ideia é cumprir a promessa de campanha e implantar o metrô de superfície, aproveitando a ferrovia já existente, desde Brigadeiro Tobias até George Oetterer.

O VLT, juntamente com o BRT, “vai permitir agilidade no transporte de passageiros e é uma das alternativas para a mobilidade urbana na cidade”.

Com esta nova atividade econômica autorizada pela Jucesp, o próximo passo será ir a Brasília para assinar o COE (Contrato Operacional Específico), previsto no Regulamento de Operações de Direito de Passagem e Tráfego Mútuo do Sistema Ferroviário Federal, com o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) e a concessionária Rumo – empresa que tem a concessão da linha férrea em Sorocaba – para fazer o compartilhamento das vias férreas.

Crespo “está muito entusiasmado com essa nova conquista” e diz: “É um ganho significativo para todos os sorocabanos. Além de ser uma opção a mais para a locomoção e integração de sistemas”.