Foto: Divulgação Secom

Por Gustavo Ferrari

O prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), encaminhou o Projeto de Lei 169/18 – em regime de urgência – aos vereadores da Câmara Municipal de Sorocaba, pedido a autorização para conceder, por 20 anos e de forma onerosa, o terreno conhecido como ‘Chácara TCS’, localizado na avenida Ipanema, à empresa BRT Sorocaba, que irá operar o sistema de ônibus rápido na cidade.

O terreno, de mais de 26 mil metros quadrados, na região do Jardim Bethânia, pertenceu à antiga empresa TCS (Transportes Coletivos Sorocaba) e foi desapropriado pelo então prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB), em agosto de 2013, ao custo de R$ 13 milhões, para a construção de um hospital municipal na Zona Norte, compromisso de campanha do tucano em 2012, que não saiu do papel. Em 2014, a Odebrecht chegou a apresentar estudos técnicos para um projeto no local de PPP (parceria público-privada).

Para justificar o pedido à Câmara, Crespo alega que o terreno inicial de instalação da empresa BRT Sorocaba seria num local da avenida Antonio Silva Saladino, na região do Parque Vitória Régia, mas “a área indicada está totalmente ocupada por invasores, com várias casas construídas, mesmo a área pertencendo ao patrimônio público municipal”.

Crespo diz, ainda, no pedido aos vereadores, que, caso a concessão onerosa não seja outorgada, a implantação do BRT “poderá sofrer atrasos e até mesmo onerar os cofres públicos, com eventual desapropriação de outra área”.

Caso o PL 169/18 seja aprovado, a empresa BRT Sorocaba terá um prazo de dois anos para iniciar as obras de construção da garagem dos veículos, a contar da assinatura da escritura de concessão, e quatro anos para começar a operar no local.

7 Comentários

  1. Lamentável. Falas e atitudes como essas do prefeito só estimulam mais invasões. Ele deveria ser o primeiro a zelar pelo bem público, e a área invadida é um terreno público municipal !

  2. Crespo diz, ainda, no pedido aos vereadores, que, caso a concessão onerosa não seja outorgada, a implantação do BRT “poderá sofrer atrasos e até mesmo onerar os cofres públicos, com eventual desapropriação de outra área”.
    Diante destas palavras , nota se que não temos um projeto realmente definido , um projeto pueril apresentado .
    Se a câmara de vereadores não aprovar poderemos ter atrasos , assim entendo que , ou São Francisco de Assis entra na jogada ou a culpa será dos vereadores .

  3. O prefeito só foge de responsabilidade, ele não tem controle algum e não tem moral para comandar Sorocaba. Nunca vi um prefeito tão sem vida, dedicação, parece que tudo que ele faz é sem responsabilidade, sem pensar! Tire os invasores! Sorocaba esta parecendo São Paulo há 40 anos atrás, as pessoas invadem, ganhavam casas apartamentos populares, vendem, depois voltavam novamente a invadir! Prefeito tenha atitude para melhorar a cidade, e não seja mais um prefeito barrela na história de Sorocaba, e nesse país falido.

  4. Sendo assim vou envadir la tbm…ja que a prefeitura nao esta nem ai mesmo…tem gente invadindo .muita gente esta invadindo e vendendo por $5 a $10 mil. acorda prefeito.

  5. A area nao esta totalmente envadida…ainda estao invadindo e a prefeitura faz vistas grossas…que a prefeitura tome providencia.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here