A Secretaria de Saúde de Votorantim confirmou, nesta terça-feira (11), a morte de uma criança de seis anos, vítima de H1N1. A vítima morava na zona rural da cidade e fazia tratamento em Mairinque. Outros quatros casos suspeitos estão sendo investigados, entre eles, a morte de um adolescente, de 12 anos, com atendimento em outra cidade.

De acordo com a diretora da Vigilância, Nila Puglia, Votorantim tem doses disponíveis das vacinas contra a Influenza 2018 em todas as (Unidades Básicas de Saúde) UBSs, de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h.

A diretora explica que a vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). Neste ano, apenas a cepa da influenza A (H1N1) não foi alterada. “A vacina é segura e é a melhor forma de prevenção contra o vírus H1N1”, diz.

Desde o último dia 25 de junho, as doses da vacina contra a gripe também estão disponíveis, enquanto durarem os estoques do município, para os grupos de crianças de 5 a 9 anos de idade e pessoas entre 50 e 59.

A liberação das doses é uma determinação do Ministério da Saúde e Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE). Dos grupos prioritários, somente o de idosos, pessoas com 60 anos ou mais, atingiu a meta e a campanha imunizou até o momento 10.401 pessoas, ou seja, 97,63% do público alvo.