Crespo prorroga com o BOS para manter atendimento na UPH da Zona Leste

Na tarde desta quinta-feira (21), o prefeito José Crespo anunciou, em entrevista coletiva, a assinatura de um Termo de Prorrogação Excepcional por seis meses do contrato firmado com o BOS (Banco de Olhos de Sorocaba) para a continuidade do atendimento na Unidade Pré-hospitalar Zona Leste.

A solução foi submetida à aprovação prévia do Ministério Público, por meio da promotora Cristina Palma, fundamentada no princípio da supremacia do interesse da população.

“A continuidade da UPH Zona Leste é resultado do trabalho conjunto da Prefeitura, da Câmara e, sobretudo, do empenho da promotora Cristina Palma, que prontamente nos atendeu, compreendeu a necessidade da prorrogação emergencial e aprovou a medida”, disse o prefeito.

Atualmente, a unidade realiza média de 16 mil atendimentos mensais, o que inclui consultas com clínicos gerais, pediatras e dentistas. Segundo a secretária de Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, a atual gestão sempre lutou de forma empenhada para a continuidade da UPH. “Ninguém quer fechar serviço à população. Com a colaboração do prefeito José Crespo, do presidente do BOS, Pascoal Munhoz, e a promotora Cristina Palma, a população não será desassistida”, explicou a titular da pasta.

Também participaram da coletiva de imprensa, a primeira-dama Lilian Crespo, os secretários municipais: Flávio Chaves (Relações Institucionais e Metropolitana), Eric Vieira (Gabinete Central), Hudson Zuliani (Licitações e Contratos) Eloy de Oliveira (Comunicação e Eventos) e Alexandre Robim (Chefe de Gabinete). Além do presidente do BOS, Pascoal Munhoz, representantes de associações de moradores da região leste (Colorau e Prestes de Barros) e do presidente do Conselho Municipal de Sorocaba, Milton Sanches.

1 Comentário

  1. Não é prorrogar mas sim manter um serviço independente da OS.
    Quem deve fazer o curso de gestão em saúde não são os funcionários públicos, mas sim a Senhora Marina.
    Em uma cidade a onde existe um déficit de aproximadamente 100 leitos hostipalsres é inadicimicivel fechar uphs.
    Então vamos internar pacientes nas unidade básicas de saúde ? Quanta pataquada senhor Alcaide Crespo.
    Perguntem aos gestores do SAMU e da central de regulação de leitos de Sorocaba qtos dias chega a ficar um paciente aguardando vaga hospitalar.
    Pelo amor de Deus… de SANINADE A ESSES GESTORES !!!!

Comments are closed.