O DEDA QUESTÃO

A Superintendência do Serviço Municipal do Procon (órgão responsável pela Proteção e Defesa do Consumidor), ligada à Secretaria do Gabinete Central da Prefeitura de Sorocaba, em cumprimento ao disposto no art. 44 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), torna público o Cadastro Municipal de Reclamações Fundamentadas do ano de 2017.

O cadastro totaliza 852 registros de processos administrativos, que representam 3,23% do total de 26.368 atendimentos realizados pelo Procon Sorocaba no decorrer do ano supracitado.

O Ranking Municipal é formado por fornecedores que mais geraram reclamações fundamentadas, ou seja, reclamações de consumidores que não solucionadas preliminarmente, geraram abertura de processo administrativo.

Ao todo, foram registrados 26.368 atendimentos, sendo eles: consultas, orientações, cálculos, denúncias, reclamações, e até mesmo de encaminhamentos a outros órgãos quando não se trata de relação de consumo.

De acordo com o Procon, entre os líderes de reclamações do Ranking Municipal, destacam-se: Em primeiro lugar, Vivo/Telefônica, com o total de 81 atendimentos, sendo 65 reclamações atendidas e 16 não atendidas.

Com relação ao ano passado, passou para a primeira posição, porém, vislumbra-se uma diminuição no número de reclamações. Em segundo lugar, a Claro/Net/Embratel, com o total de 58 atendimentos, sendo 47 reclamações atendidas e 11 não atendidas, tendo uma grande queda no número de reclamações, já que no ano anterior, contou com 135 reclamações.