O DEDA QUESTÃO

A relação entre o prefeito Crespo, e o secretário de Relações Institucionais da Prefeitura de Sorocaba, Flávio Chaves, com os vereadores Rodrigo Manga, presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Sorocaba, e com a vice-prefeita, Jaqueline Coutinho, e o vereador Hudson Pessini, que é namorado dela, segue em xeque em razão da chamada Crise do WhatsApp.

Quando dos problemas provocados pela greve dos caminhoneiros, todos esses agentes políticos agiram de modo republicano, ou seja, deixaram as questões paroquianas de lado e trabalharam no sentido de amenizar os problemas.

Passado esse turbilhão, porém, a vida retoma sua normalidade nesta segunda-feira e amanhã, quando acontece a sessão do Legislativo, se terá uma dimensão sobre a superação do vazamento de conversas privadas mantidas no Grupo de Secretários Municipais no qual fazem parte não apenas o total dos secretários, como também alguns assessores, a vice-prefeita Jaqueline Coutinho e obviamente o prefeito Crespo.

Na semana passada, em local privado, os vereadores Rodrigo Manga, Hudson Pessini e Renan dos Santos (que estão na foto) sentaram para discutir política e uma das decisões foi a de apresentar um Moção de Repúdio contra o prefeito e o secretário de Relações Institucionais que, nas conversas privadas, apresentaram na visão deles falta de compostura compatível com pessoas públicas. Na sessão de terça-feira passada, a única da semana passada, assessores tentaram colher assinatura para essa Moção, mas não tiveram o sucesso esperado. A idéia é que fosse feita uma Moção por unanimidade demonstrando que toda a Câmara sentiu-se ofendida. Está em suspenso se voltam na sessão de amanhã nessa tentativa.

Ouvi do presidente Manga: “entendemos que fica muito difícil para o Flávio Chaves continuar na função de se relacionar com a Câmara”. Muito difícil não significa impossível, portanto existe a chance de que esse episódio seja superado no âmbito institucional. Resta saber o que será feito para que isso aconteça.

1 Comentário

  1. Falta de assunto! Coisa de “fifi”.
    Deviam fazer matérias importantes ao invés de ser os fofoqueiros de plantão.
    Enumerem e acompanhem os atos do governo relevantes à população.
    Deveriam colocar -se em posição imparcial diante dos governos, desenvolvendo um jornalismo ético e informativo.

Comments are closed.