“The Handmaid´s Tale” estreia com quase um ano de atraso no Brasil

Foto: Divulgação

Por Erick Rodrigues

Vencedora dos principais prêmios de melhor série de 2017, o drama “The Handmaid´s Tale” estreia no Brasil, neste domingo (11), às 21h, no Paramount Channel. A chegada da produção ao país acontece quase um ano depois do lançamento oficial.

Baseada no livro de Margaret Atwood, a série mostra uma futura sociedade distópica, onde a maioria das mulheres se tornou infértil, comprometendo os índices de natalidade. Ao mesmo tempo, um grupo dá um golpe e transforma os Estados Unidos em um regime totalitário, que retira algumas liberdades individuais e impõe novas regras à população.

Além de prejudicar as minorias, o grupo que toma o poder justifica suas ações através de interpretações religiosas e decide obrigar mulheres férteis a se tornarem aias das principais famílias dos comandantes do regime, separadas por um sistema de castas.

O foco da trama é Offred, vivida por Elizabeth Moss, aia enviada a uma casa para gerar os filhos do Comandante (Joseph Fiennes). Para isso, ela é forçada a se separar da família e adotar as novas regras impostas pelo regime às mulheres.

Impactante e com diálogos fortes, “The Handmaid´s Tale” é uma série oportuna, que estimula discussões relacionadas a feminismo, liberdade de expressão, respeito ao indivíduo e ascensão ao poder de pessoas com pensamentos radicais.

A tensão e o medo das mulheres submetidas ao regime são retratados em sequências marcantes, que podem envolver violência e, com a mesma força, silêncios condenatórios. O ritmo da série, nem sempre ágil, pode afastar alguns espectadores mais ávidos por ação.

Ganhadora do Emmy e do Globo de Ouro de melhor série dramática, a produção também deu prêmios a Elizabeth Moss e Ann Down, que vive Tia Lydia, uma das responsáveis pelo controle e “treinamento” das aias.

O atraso para “The Handmaid´s Tale” chegar ao Brasil quase coincide com a estreia da segunda temporada, que deve ser lançada em abril nos Estados Unidos.