Foto: Reprodução Facebook

O prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), promoveu o chamado ‘trem da alegria’ até a região do Ipiranga, em São Paulo, na madrugada desta quinta-feira (21), quando reuniu praticamente todos os secretários da Prefeitura para uma visita ao Projeto CIES (Centro de Integração de Educação e Saúde). A excursão é o primeiro passo para a terceirização da rede, que está em vias de sair do papel.

Crespo reuniu num ônibus fretado, que partiu do estacionamento do Paço antes das 6h, os titulares da Urbes (Luiz Carlos Siqueira Franchim), do Gabinete Central (Eric Vieira), de Planejamento e Projetos (Luiz Alberto Fioravante), de Licitação e Contratos (Hudson Moreno Zuliani), da Chefia de Gabinete (Alexandre Robim), da Segurança e Defesa Civil (Fernando Dini), da Cultura e Turismo (Werinton Kermes), da Fazenda (Marcelo Regalado), da Saúde (Ademir Watanabe), de Recursos Humanos (Mário Bastos), de Meio Ambiente, Parques e Jardins (Jessé Loures), do Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Robson Coivo), de Comunicação e Eventos (Eloy de Oliveira), da Educação (Marta Cassar), da Corregedoria Geral do Município (Carlos Alberto de Lima Rocco Junior), do Procon (Laerte Moleta) e de Esportes e Lazer (Simei Lamarca). Além deles, os vereadores Hudson Pessini (PMDB), Rafael Militão (PMDB), Fausto Peres (Podemos) e Irineu Toledo (PRB) também participaram da excursão.

Conforme Crespo enfatizou em sua página no Facebook, “estamos partindo para São Paulo para visitar a estrutura do CIES, visando trazer inovação para a saúde de Sorocaba”.

O Projeto CIES é organização sem fins lucrativos que funciona desde 2008 e oferece à população de alta vulnerabilidade social acesso a exames médicos de baixa e média complexidade, por meio de unidades modulares e de um sistema de gestão de saúde. Tem como foco levar atendimento a quem enfrenta a espera do serviço público.

O CIES recebe ajuda de diversos médicos, que trabalham nos principais hospitais de São Paulo. O objetivo é complementar os serviços de saúde existentes com unidades móveis, financeiramente sustentáveis, com atendimento especializado, gratuito ou acessível à população carente.

1 Comentário

Comments are closed.