Atriz de X-Men, Ellen Page revela ter sofrido assédio sexual e homofobia

Foto: divulgação

FOLHAPRESS

A atriz canadense Ellen Page, 30, recorreu ao Facebook na última sexta (10) para expor os assédios que sofreu ainda na adolescência nos bastidores de Hollywood.

Page relatou que durante um evento para o elenco do filme “X-Men 3 – O Confronto Final”, o diretor Brett Ratner disse para outra mulher, sobre Page, que “você deveria fodê-la para que ela perceba que é gay”. A atriz tinha 18 anos na época.

“Eu sabia que era gay, mas não sabia, por assim dizer. Me senti violada quando isso aconteceu”, desabafa. “Ele me ‘tirou do armário’ sem se preocupar com o meu bem-estar, um ato que todos reconhecemos como homofóbico.”

Em seu relato, Page também conta sobre uma investida questionável que sofreu ainda mais jovem. “Quando eu tinha 16, um diretor me levou para jantar (uma obrigação profissional bem comum). Ele alcançou a minha perna embaixo da mesa e disse ‘você precisar dar o primeiro passo, eu não posso'”. Segundo ela, este momento a levou a fazer uma descoberta dolorosa: “minha segurança não estava garantida no meu trabalho”.
No mesmo texto, a canadense diz que ter atuado em um longa do Woody Allen (“Para Roma Com Amor”) é o maior arrependimento de sua carreira. “Sinto vergonha por ter feito [o filme].”

No entanto, ela pondera que agora ela pode usar sua voz para lutar contra atitudes homofóbicas e transfóbicas em Hollywood -e além.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here