Após cancelamento de peça pela Justiça, público cresceu, diz atriz

Foto: reprodução/Facebook

Gustavo Fioratti, FOLHAPRESS

A liminar que cancelou a peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” em Jundiaí, na sexta (15), ajudou a divulgar sessões subsequentes do espetáculo fora do município paulista.

A sessão de sábado (16), em unidade do Sesc em São José do Rio Preto, lotou, e a travesti e atriz Renata Carvalho foi ovacionada ao fim de sua performance.

Escrita por Jo Clifford, a peça recria a história de Jesus, apresentando-o como transexual, o mesmo gênero da autora. Em rede social, a produção da peça creditou o pedido de censura na Justiça a congregações religiosas e a políticos.

Com o crescimento da procura do público, o Sesc Santo André, onde haverá mais uma sessão hoje às 19h, decidiu colocar 19 cadeiras a mais na plateia. Eram 80 cadeiras e agora são 99. “Para cada pessoa que nos ataca, outras cem nos apoiam”, disse Carvalho.
Segundo a atriz, em reação ao cancelamento, o público também permaneceu à porta do teatro após a apresentação de ontem, “para conversar”. “A peça já estava com uma procura boa, mas claro que, com a repercussão do cancelamento, muita gente ficou sabendo e a procura aumentou.”

Ainda estão previstas apresentações da peça no festival Porto Alegre em Cena, nos dias 21 e 22.